Bem-vindo ao Blog do Caminho das Folhas.

domingo, 26 de julho de 2009

quenguelê

Interessante a Umbanda ter sido declarada há poucos dias patrimônio imaterial do Brasil.
Não me arrisco a dizer se é bom ou ruim para a Umbanda; interessante é sim, e no mínimo justo, se o acarajé, o maracatu, e o candomblé também foram. A exemplo desses espero que ela não se plastifique ou congele; que siga como o vento, mutável e fluida (e fluida tem o ritmo de "muita" e " surda", gente; as pessoas estão com a mania de inventar um acento onde não há e falar "fluída" como "vestida" ou "puída").
Acima das inúmeras diferenças de terreiro a terreiro, linha a linha , pessoa a pessoa, salve nosso denominador comum, a grande vibração mágica com cheiro de rosa e guiné, onde todas as influências étnicas e religiosas deixaram sua marca.
Não há terreiro de Umbanda que não cante para Xangô em algum momento do período de inverno. Curiosamente, apesar da festa de São Jerônimo cair em setembro e São João Batista em junho, no Rio a maioria das casas canta Xangô em julho mesmo. Cauô!
Dependendo da linha, algumas casas dão menor importância a Nanã. Linha a gente respeita, cada um tem a sua. Triste é ouvir gente associar Nanã à velhice de cada um e por isso temê-la. Quem a orixá escolheu a carrega desde o berço. Tenho fotos lindas de uma moça de vinte anos recebendo sua Mãe.
Orixá da Terra, a virtude de Nanã é a sabedoria. Seria bom demais se todo filho ou afilhado dela dispusse da virtude. Esta se vai merecendo. A frieza emocional que é marca desses filhos pode até ser um caminho. Lenta, ela traz lentidão nos processos, inclusive - alegria! - no de envelhecimento. O corpo físico de quem lhe pertence costuma ter mais magnetismo do que graça; sempre algo lembra a Terra, a forma física mais pesada, alguma parte do corpo como que puxada para baixo, pernas curtas aproximando o tronco do solo.
Outro motivo que faz temer a Nanã é que a sua vibração acompanha aos que fazem a passagem, E isso é motivo de pavor? Deveria ser de gratidão e confiança.
Hoje é dia de Santana, a sua festa em todo o Brasil. Que ela nos possa orientar hoje e sempre, e conduzir a todos nós a bom porto no final da viagem, de forma suave e segura. Salve Cacurucaia....

Um comentário:

KINHA disse...

Olá!
Estou aqui para fazer-lhe uma proposta, que eu considero interessante.Também sou TOP 100 e estou concorrendo na categoria “VARIEDADES” e estou na campanha “UM VOTO POR UM VOTO”.O legal disso tudo é essa interação,eu conheço seu blog e vc, o meu.Já votei no seu e sei que também que receberei seu voto.
Estou te seguindo e se quiseres me seguir, ficarei honrada.Venha apanhar um brinde, com assinatura de um design.Sua presença é muito importante para nós.
Obrigada
http//amigadamoda.blogspot.com